Felipão mantém tradição em dividir atletas que atuam fora e dentro do Brasil

16.5.13 | Marcadores:
Share |

O técnico Luiz Felipe Scolari manteve uma tradição com a lista divulgada para a disputa da Copa das Confederações, na terça-feira. O treinador, mais uma vez, dividiu os convocados entre atletas que atuam fora do Brasil e em times nacionais.

Dos 23 chamados, 11, ou quase a metade, atuam em solo brasileiro. Em 2002, quando comandou a seleção no título mundial na Coreia e no Japão, Felipão levou 13 jogadores que atuavam no Brasil e apenas dez que atuavam no exterior.

Depois de 2002, Carlos Alberto Parreira e Dunga, treinadores que comandaram a seleção em eventos Fifa, optaram por fazer suas listas com a maioria de jogadores atuando fora do Brasil.

Em 2010, por exemplo, Dunga só chamou três jogadores que na época estavam trabalhando no país. Em 2006, Parreira levou menos ainda, só dois, um deles goleiro, o são-paulino Rogério, e o outro convocado em cima da hora, o corintiano Ricardinho, que ocupou a vaga do lesionado Emerson, então na Juventus, da Itália.

Há 11 anos, Scolari também apostou em revelações, como Kaká, ainda no São Paulo, que tinha 20 anos, e Kleberson, revelação do Atlético-PR, que depois da Copa seria vendido ao Manchester United com status de estrela.

Mas a lista apontava atletas que já haviam rodado no exterior e estavam de volta ao Brasil, como os atacantes Edilson e Luizão e o meia Juninho Paulista. Os três goleiros atuavam "em casa" e a escolha por jogadores com que os torcedores estavam familiarizados fez a seleção deixar o Brasil com confiança, apesar de não ter viajado com favoritismo.

Com a Copa das Confederações 2013 acontecendo no Brasil, Felipão já havia insinuado em entrevistas que convocaria muitos jogadores que atuam no Brasil para que o público que fosse aos estádios se identificasse com atletas de seu time.

Foram chamados atletas de oito equipes diferentes. Daqueles 12 de maior torcida do Brasil, não tiveram relacionados apenas Palmeiras, Flamengo, Vasco e Cruzeiro.

Se em 2002 os "brasileiros" eram atletas jovens ou mais experientes que retornavam ao Brasil após experiência fora, desta vez o principal jogador da seleção, Neymar, 21, ainda atua no Brasil.
Com contrato publicitário milionário que o faz arrecadar cerca de R$ 3 milhões mensais, o atacante tem contrato com o Santos até 2014 e ainda não foi seduzido por ofertas de fora.

Um comentário sobre “Felipão mantém tradição em dividir atletas que atuam fora e dentro do Brasil”

ALEIVE disse...

Hola que tal, soy Alejandro Solorzano , Te interesa poner anuncios de texto en tus blog.
Puedes ganar hasta 100 Dolares AL MES por cada blog o web.

Le rogamos nos remita los blogs , para poder revisarlos y cualcular el nº de entradas aceptadas.



Alejandro Solorzano



Msn / Messenger : alejandromd5@hotmail.com


Persona de contacto : Alejandro Solorzano




Saludos cordiales.

Faça seu comentário

BLOG DE ESPORTES COM ATUALIZAÇÕES DIÁRIAS, ABERTO A QUALQUER TIPO DE COMENTÁRIO SOBRE O ESPORTE NACIONAL E INTERNACIONAL, COMENTE SEM POUPAR PALAVRAS. AGRADECE O BLOG DO TORCEDOR.

 
© 2011 BLOG DO TORCEDOR. Todos os direitos reservados
Layout por Códigos Blog - Design Paulo Estevão